A arte do conforto

A arte do conforto

A arquitetura de interiores para um conforto otimizado

A filosofia de um Lagoon poderia resumir-se em três palavras: elegância, convívio, segurança. Três prioridades que constituem a base das criações Nauta Yacht Design. “Quando desenhamos os interiores de um Lagoon, procuramos otimizar o uso do espaço mantendo uma atmosfera sóbria, luminosa e confortável. Explica Mario Pedol, fundador, com Massimo Gino, do célebre gabinete italiano de design. Privilegiamos as linhas horizontais contínuas, para realçar os espaços abertos mais harmoniosos e fluidos, onde o rigor geométrico se funde com o calor dos materiais.” Continuidade entre o exterior e o interior, iluminação que mistura a luz direta com a indireta, ergonomia, equilíbrio das proporções, ambiente quente e sensação de espaço, os Lagoons foram os primeiros a valorizar em todos os pormenores a arte de viver a bordo de um catamarã. E continuam a ser a referência.

O conforto também é sinónimo de segurança. Todos os catamarãs Lagoon estão em conformidade com as normas CE em matéria de insubmersibilidade dos multicascos. Os compartimentos de proa e de popa de cada casco estão separados da parte habitável por anteparas estanques. Os materiais usados e a ausência de lastro reforçam esta característica de insubmersibilidade: até em caso de colisão, um Lagoon pode continuar a navegar. O gabinete de projeto Lagoon também trata da conceção dos circuitos elétricos, tendo sempre em mente o princípio de acordo com o qual devem ser fiáveis e respeitar as normas europeias, ultrapassando-as até mesmo em alguns pontos. Na popa de cada casco, os compartimentos dos motores estão isolados acusticamente por espumas de alta densidade e, apesar de estarem longe da área habitável para uma maior discrição, são perfeitamente acessíveis.

“Um Lagoon é projetado do interior para o exterior,” resume Patrick Le Quément. Este designer ilustre trabalhou 42 anos na indústria de automóveis e atualmente colabora com a VPLP Design, o gabinete de arquitetura naval de todos os Lagoons: “Na hora de me reformar, preferi voltar ao trabalho e não me transformar numa relíquia!” Ele trabalha a montante desde os primeiros esboços com a qualidade dos volumes. “A equipa substituiu o génio solitário, dizia Enzo Ferrari. Adotei este pensamento.” Portanto, a Nauta, a VPLP e os engenheiros de Lagoon criam juntos os interiores adequados aos longos cruzeiros em família ou com os amigos. Esta partilha de pontos de vista favorece o espírito de abertura e de inovação. Uso de materiais ecossustentáveis inovadores, limitação do peso, confiabilidade do equipamento… Tanto Bruno Belmont, diretor de projeto junto de Lagoon, como a VPLP, imaginam também tornar a vela um desporto acessível a todos, substituindo as velas por uma asa automatizada, o que abalaria a ergonomia dos barcos à vela. Na espera do futuro, o conforto a bordo permanece a prioridade, como demonstram os progressos no design e a ergonomia dos últimos modelos. “O veleiro é o meio de transporte mais elegante que se pode imaginar”, afirma Mario Pedol, de Nauta Yacht Design. As equipas de Lagoon trabalham todos os dias para demonstrarem a justeza do seu ponto de vista.

Nauta Yacht Design

Criado em 1985 por Mario Pedol e Massimo Gino, a Nauta Yachts era no início um estaleiro naval que construía veleiros de 15 a 20 metros, famosos pela nobreza intemporal das suas linhas. A partir de 1994, os dois homens concentraram a sua atividade no projeto de barcos que os tornaram famosos. O seu lema? “Um iate deve ser um objeto de extrema beleza, que com o passar do tempo deve continuar a transmitir prazer ao observador.”

Ligue-se

O conteúdo que deseja visualizar precisa de ligação ao Club Lagoon.

Ligue-se ou crie a sua conta em poucos cliques e aproveite as funcionalidades e os conteúdos reservados aos sócios

Eu ligo-me